jornalI_Gescuta

Capelão hospitalar há 33 anos, a missão tornou-o mais grato pela vida e mais atento aos outros. Fala da fé que se encontra nas enfermarias e da dor que precisa de ser escutada. E de quem a escute.

Fundou o Gabinete de Escuta (GEscuta), onde qualquer pessoa pode desabafar. 
Surgiu da minha experiência e de outros colegas da necessidade que as pessoas têm de desabafar e falar das suas necessidades, também espirituais, a partir de uma experiência que estava a ser desenvolvida em Espanha. Tivemos muita procura. A certa altura deixámos de promover porque não queríamos deixar ninguém sem resposta, mas tem sido uma experiência muito rica.

Vão ter agora um Gabinete de Escuta na capela do Centro Comercial Colombo. Quando abre?
Sim, a partir de janeiro. Vamos estar no meio do mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *