Criado há cerca de dois anos, o “Gabinete de Escuta” já recebeu mais de 250 pessoas. Não é um confessionário nem um consultório, mas tem técnicos formados para ouvir as angústias de quem procura o serviço. Quem já foi diz que mudou a sua vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *